terça-feira, 20 de julho de 2010

Quando a esperança desfalece...

Quando a esperança desfalece,
Minh'alma clama pela paz.
A escuridão do mundo
Parece não ter jeito.
Vejo-me pequena,
sem possibilidade de atender
ao chamado da Terra,
ao clamor da natureza,
à miséria, à destruição, à decadência
de povos, nações, pessoas
necessitadas de uma gota mínima
não só de água, mas de AMOR.
O que haverá de acontecer?
Muitos necessitam, poucos ajudam.
Desigualdade, avareza.
Raros são os puros de coração.
A essa hora, minha esperança desfaleceu.
Minha mente vai à loucura,
pois mesmo fazendo o que posso para suprir
a falta de amor que no mundo há,
não parece, ao todo, ajudar.
Insuficiente pareço ser.
Contudo, a esperança não pode morrer.
Olhei ao alto, ao fundo no céu
Disse: Senhor, eu quero a todos ver.
Ver a fragilidade e supri-la.
Ver a miséria e matá-la.
Ver destruição e reconstruir.
Ver a morte e revivê-la.
Ver o caos e magnificá-lo.
Mas pequena, frágil, pobre, miserável sou.
Nada posso fazer sem Teu amor.
Ao que ele me respondeu:
Filha minha Tu és,
minha graça te dou.
O mundo em minhas mãos está,
teu clamor e de muitos eu ouvi.
Confie em mim, e o mundo abalado
não há de se destruir
a quem amar sem frieza.

EU SOU, Eu SEMPRE estou.
Estou no coração abatido,
para quebrantá-lo.
Estou na morte, para revivê-la.
Estou no caos, para glorificá-lo.
Só em MIM, o desastre pode ser contrução.
A mentira pode ser rendição.
E o desamor, via de arrependimento.
Não temas, NUNCA.
Vejo a ti e a todos que clamam,
a todos que ouviram meu chamado
e querem mudar o mundo,
de acordo com o que eu lhes ensinei.
Continue, persevere.
Mesmo assim, pequena.
Não esqueça, Eu sou contigo.
Não temas o porvir.
EU SOU a Luz da próxima manhã.
EU SOU!
....Sim, Senhor, TU ÉS!

Raquel Murad

Um comentário:

Ronald disse...

simplismente lindo!!!

minha pequenininha amo vc!!
bjus Lili